Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Neptuno das Apostas

Casas de Aposta, Placard, Apostas Online, dicas e novidades.

Neptuno das Apostas

Casas de Aposta, Placard, Apostas Online, dicas e novidades.

História de Cantanhede

Historicamente, vários estudos arqueológicos comprovam a existência de povoamentos pré-históricos nestas terras. Foram aqui descobertos diversos vestígios do período Neolítico, entre os quais um dólmen de galeria dupla, na freguesia de Outil. Os romanos também deixaram sinais da sua presença, como mós, sepulturas escavadas na rocha, moedas, materiais de construção e cerâmicas diversas.

 

Cantanhede

 

Mas, de facto, só no ano de 1081, no testamento do conde D. Sesnando, governador de Coimbra, se faz a primeira referência histórica a Cantanhede. Terá sido este governador quem mandou fortificar e povoar a vila, por volta de 1080. Nos documentos dos séculos XI e XII, o aglomerado populacional aparece com o nome de Cantoniedi, Cantonied, Cantonidi, Cantoniete e também de Cantonctu, Cantonhedo, Cantonhede, Cantonhedi e, finalmente, Cantanhede.

 

Reza a crónica de D. Pedro I, de Fernão Lopes, que em Cantanhede, em 1360, D. Pedro I jurou solenemente perante o povo e os grandes do reino que a sua amada Inês de Castro era sua mulher legítima. Em 1470, D. Fernando doou a vila a João Gomes da Silva, mas esta voltou à coroa, para entrar mais tarde na posse dos Meneses.

 

D. Gonçalo Teles de Meneses, conde de Neiva e Faria e alcaide-mor de Coimbra, foi o primeiro senhor de Cantanhede. Seu filho, D. Pedro de Meneses, recebeu o título de conde de Cantanhede, por carta de D. Afonso V, de 1479, título que a família conservou durante mais três séculos e meio. Em 1514, D. Manuel concedeu foral à vila.

 

Entre as personagens ilustres ligadas à história do município contam-se nomes como os de Jaime Cortesão (professor e deputado), Augusto Abelaira (professor e jornalista), o médico Carlos de Oliveira e o compositor e pianista António Fragoso.

 

Em termos de património edificado, Cantanhede possui um conjunto significativo de igrejas e capelas, que conservam no interior referências dos estilos manuelino, renascentista e maneirista. Há também inúmeros exemplos de estatuária, que constituem um testemunho de atividade escultórica no concelho e que remonta a tempos imemoriais. É famosa a pedra de Ançã por possuir características desde sempre apreciadas por escultores nacionais e internacionais.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D