Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Neptuno das Apostas

Casas de Aposta, Placard, Apostas Online, dicas e novidades.

Neptuno das Apostas

Casas de Aposta, Placard, Apostas Online, dicas e novidades.

Primeiros Jogos Olímpicos da era moderna

O dia 6 de abril de 1896 marcou o reaparecimento dos Jogos Olímpicos. Depois de ter cumprido 293 edições até à extinção, decretada, no ano de 393, pelo imperador hispano-romano Teodósio, o grande evento desportivo era recriado e recebia uma inovação importante: alargava as suas fronteiras muito para lá das da Grécia antiga.

 

Atenas'1896

 

Tudo (re)começou, no entanto, quase dois anos antes. Em Paris, no dia 23 de junho de 1894, Pierre de Fredy, barão de Coubertin, organizou o Congresso Olímpico Internacional, reunindo 79 delegados de 13 países.

 

Nessa reunião, que assinalou a fundação do Comité Olímpico Internacional (COI), foram tomadas medidas importantes, entre as quais sobressaiu a marcação, para o dia 6 de abril de 1896, dos primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna.

 

Atenas foi a cidade escolhida para a recriação da maior manifestação desportiva internacional. A opção foi ditada, claro, por razões sentimentais, uma vez que ali perto, mais concretamente em Olímpia, decorreram, na antiguidade, os Jogos originais.

 

E, apesar de os gregos terem enfrentado muitas dificuldades, sobretudo financeiras, o rei Jorge I inaugurou os Jogos na data prevista. A cerimónia decorreu no Estádio Olímpico de Atenas - reconstruído a partir do antigo Estádio Panatenaico, à custa do dinheiro doado por George Averoff, um comerciante grego residente em Alexandria.

 

Estádio Olímpico de Atenas

 

Oitenta mil espetadores assistiram, em ambiente de grande festa, ao desfile de 311 atletas, entre os quais se encontravam 230 gregos e... nenhuma mulher e nenhum negro.

 

O barão de Coubertin assistiu à cerimónia de abertura. E, ao sentir que o seu sonho de muitos anos estava concretizado, não conteve as lágrimas. Chorou, compulsivamente, como uma criança.

 

Nove modalidades (atletismo, ciclismo, esgrima, ginástica, levantamento de pesos, luta, natação, ténis e tiro) preencheram, durante 10 dias, o programa olímpico de 1896.

 

Apesar de ter apresentado um elevado número de atletas, a Grécia não dominou, desportivamente, os Jogos, que revelaram, aliás, superioridade dos Estados Unidos da América.

 

Os norte-americanos obtiveram o maior número de triunfos, vencendo, designadamente, nove das 12 provas do programa de atletismo. Isto apesar de terem inscrito apenas 14 atletas nesta modalidade!

 

Entre esses 14 desportistas, James Connolly, que ganhou o triplo-salto, foi particularmente notado, pois teve o privilégio de conquistar a primeira medalha de vencedor dos Jogos da era moderna.

 

James Connolly

 

Tal como os restantes campeões de Atenas'1896, James Connoly recebeu uma medalha de prata, pois o ouro não era, ainda, o metal utilizado no mais cobiçado símbolo olímpico.

 

Thomas Burke (100 e 400 metros), Robert Garrett (lançamentos do peso e do disco), Ellery Clark (saltos em altura e em comprimento) conquistaram duplas vitórias e foram as outras grandes figuras da fortíssima seleção de atletismo estado-unidense.

 

Na capital grega, também brilhou o australiano Edwin Flack, que venceu os 1500 metros - superou ao sprint Arthur Blake e, assim, impediu os norte-americanos de obterem mais um triunfo - e, dois dias mais tarde, ganhou os 800 metros.

 

A honra da Grécia foi salva por Spiridon Louis. Ao vencer a maratona (a prova olímpica carregada de maior simbolismo, particularmente para os helénicos), o fundista encantou os atenienses.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D